segunda-feira, 14 de julho de 2008

Divida comigo.

Divida comigo.

A solidão das horas.

De um relógio que anda devagar.

Devido aos teus lamentos.

A dor da partida.

De tantos que se foram.

Sem avisar.

A tristeza de ser triste.

Mesmo quando há tanto a se gozar.

Mas, nada te faz mudar.

A desilusão da vida.

O reconhecimento das falhas humanas.

Das tuas falhas.

O saber que não és o que quer.

Que faz o que não deseja.

E deseja o que não faz.

A compaixão pelos sofridos.

A falta de ação.

O arrependimento.

Divida comigo esse amor.

Tão grande que dói.

Que o peito aperta.

O teu desejo de ajudar.

De se iluminar.

De viver Deus.

(visite:
Poemas e Encantos II )


Um comentário:

Athynir disse...

O resgate de dividas passadas é um tema que gera muita controvérsia. Afinal como explicar que alguém deixa em aberto dividas de sua existência passada? No mesmo raciocínio dve haver pessoas que herdam parte desta dívida em um inventário espiritual traçado pelo destino. Ser merecedor ou não da sorte ou do revés é algo que todos nós sabemos que existe. Uns conseguem tudo de forma tão fácil e outros lutam a vida inteira sem êxito. Entre as muitas teorias que tenho lido encontrei a explicação dos universos paralelos e da realidade de outras dimensões, onde há um outro igual e ao mesmo tempo oposto de cada um de nós. Se somos culpados de criar nossa realidade em pensamentos vejo que em poucas linhas já decobri uma dezena de teoria para explicar o inesplicável. Somos o que somos e devemos ser sempre autenticos. A vida ensina e é assim mesmo nenhuma ealidade é definitiva ou absoluta. Tudo está ligado ao tempo, espaço e a incidência modal. No mundo material as dívidas se dividem em moral, legal e injustas. E para falar a verdade algumas dividas por si só aumentam tanto que parecem enxame de cupim destruindo o patrimônio. A conquista de novos valores pode ser o preço justo para estes resgastes. enfim, dizem que quando não pagamos o fiador é quem sofre as consequências... Nossa as dividas são divisas para uns e insonia para outros. Pense comigo : Haverá de vir alguém para me fortalecer e me ajudar a pagar minhas dívidas, sejam elas materiais ou espirituais. Logo entrego meus problemas ao Senhor Deus e ele há de me mostrar o caminho pelo qual irei alcançar minha vitória.