segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Pena.

Resultado de imagem para pena de escrever

Escreve minha pena, escreve.
Segue tua mestra
Minha mão que te mostra os traços.
Enquanto minha mente te abastece de ideias
E a alma de emoção.
Esqueces as dores que nos esperam
Lembre-se das alegrias que passaram.
Não contes a ninguém de nossas lágrimas
Mas, sim dos mil sorrisos que nos demos.
Pois quando falas de dor
Mais dores espalhas.
Negas no papel muito do que vivemos.
Mesmo que o espinho nos fira
Dizes que nossa alma se afina
Com o encanto da vida.
O botão da flor do amor.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Gato Preto.

Resultado de imagem para gato preto no telhado

Gato preto.
Gato de bruxa.
Gato de azar.
Gato de piche.
Lindo com tu não há.
Olhos de enigma.
Olhar de luar.
Visão noturna.
Sem ti como a noite será?
Patas macias.
Andas ou flutuas?
Sem sons caminhas
Por muros, telhados por onde se imagina.
De amores noturnos
Em gritos e urros
Incomoda os vizinhos.
Pura inveja
Desses amores sem ninho.
Tantos não te gostam
Mas, nem te preocupes.
Eles encontram em você
O que lhes falta e os consomes.
Sua liberdade, sua força, sua índole.
De ser exatamente o que és
A essência que vive sem pecado.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Esquecimento

jules-breton--

Vens como bruma pesada e encobres a paisagem
E não permite ver toda realidade.
Deformas o que é intuído.
Esconde o malfeitor, a antiga prisão, a armadilha do vilão.
Entortas a percepção.
Busca minha proteção causando-me medo na ação
Criando a falsa ilusão de que estacionada, sem risco, sem confusão.
Vivo.
Está comigo há tantas vidas que nem lembro
Que sempre estás colocando-me o véu da ilusão.
Entorpecendo as minhas recordações,
Varrendo-as com seu vento.
Mas, há de chegar a hora.
Em que pronta para enfrentar minha própria historia
Sacudirei teu julgo Senhor.
E adentrarei em minhas próprias memorias.
Reconhecendo o que me prende ao passado,
Para caminhar livre de pesos no presente,
Perdoar conscientemente e viver ciente
De todos que me causaram dor ou prazer,
De todas as ações que perpetrei contra ou a favor da Lei
Serei assim eu livre de amarras que me impões a mente
Tornando ser consciente.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ofertar

Resultado de imagem para meninos pobres pintura


O que posso dar
Que já não o tenha feito?
Engano-me será?
Existem mais coisas que posso ofertar?
Escondo os dons com os quais posso auxiliar?
A quem precisa e a quem nem tão pouco liga como estar.
Sob a máscara do não possível
Finjo que nada possuo para repartir?
Afirmo a falta de tempo,
A falta de alento,
A falta de ouro.
Isso é tão tolo.
Na essência sei que há tanto a presentear
E todas as desculpas são para mascarar
O egoísmo de não me doar.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Vazio

Pintura de Aaron Coberly


Donde vens vazio?
Que razão te leva a invadir meu peito?
Sabes que não te desejo?

Até repudio tua presença?
Não compreendes que de ti fujo?
Que não te anelo?

Peço que saias da minha vida
Afaste-se de mim com teu cálice de fel.
Vade retro.

Não atendes meus pedidos?
Não me ouves?
Não compreendes?

De tua voz medonha
De tua careta aterradora
De tua presença fria e ameaçadora

Das minhas entranhas
Sinto tua resposta
Como ir se és tu que me chamas?


sábado, 11 de fevereiro de 2017

Cobranças

Resultado de imagem para pintura mulher ao espelho




Já não me cobro perfeição,

Sublime ação,

Temperamento santo,

Voz angelical,

Passos de monge,

Palavras de mestre,

Amor eterno,

Empreendimento sem retorno.

A outra face não desejo conceder.

Encontro-me no espelho

Dupla,

Nem só sombra,

Nem só luz.


Eu somente.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Agosto


Aguardo agosto.
Com seus ventos
Que balançam a roupa no varal,
Batem portas,
Assoviam nas janelas,
Desarrumam os cabelos.
Espero agosto.
De ares mais frios,         
Refrescando o corpo,
Causando arrepios.
Anseio por agosto.
Com suas sextas treze,
Os gatos pretos,
Os medos ancestrais.
Desejo agosto.
Mês em que os silfos estão tão presentes.
E os exus no meio das “gentes”
Brincam se divertem e auxiliam.
Pena ser apenas por ano um agosto
Ele me trás recordações
De não sei que,
Criando nostalgia,
Sem ter pra que
Que venha agosto
Enchendo-me de gostos
Que tanto gosto.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Onde andas?



Resultado de imagem para mulher antiga pintura
Minha poesia onde andas?
Busco-te e não te encontro
Como dantes.
Abandonei-te reconheço
Perdoa-me.
O mundo me fez abdicar da tua presença.
Absolve-me.
Pois, em ti encontro guarita.
Braços amigos acolhedores,
Lábios que me beijam,
Mãos que me enxuga as lágrimas.
Cá estou.
Aceita-me.
Peço-te.
És tu que me enches de palavras,
Que faz brotar as ideias,
E as veste de luz, sonoridade, preciosidade.
Abre-me tuas portas
Tu conheces minha humanidade
Perdoa-me e acolhe-me.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Resistência

Resultado de imagem para pessoa solitária

Por que tanto tempo só. Não procurei você em todas as vidas?

Sei que não sou feliz. Infeliz, também não o sou.

Mas, trago comigo um nó no peito.

A sombra triste da desilusão

 Enganastes-me tantas e tantas vezes.

Contudo busco-te sempre.

 A cada vez que renasço. Renasce a esperança que dê certo.

Que tua alma una-se a minha e sejamos um.

Vivo assim há tanto tempo que nem lembro

E meu coração partido tantas vezes trás consigo marcas profundas.

Não desisto. 

Fomos feitos para sermos felizes e então, somente então, amando-nos...  Profundamente poderei te deixar.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Os contrários.

Resultado de imagem para reflexo no espelho
Encontro no escuro da alma
Luz.
Em meio as trevas da ignorância
Sabedoria.
No caos da mente
Harmonia.
Nos olhos rasos d’água
Felicidade plena.
No corpo falido
Vida.
Na antítese
A síntese.
Na dor
A felicidade vindoura.
No fel
A busca do mel
Em todos os contrários
O novo começo.
Aprendo comigo
E com todos os outros
Que dizem não ser eu.