sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Meu desejo .

Meu desejo é ter ficado criança.



Com olhos puros para o mundo vil.



Espantada com a luz dos vaga-lumes.



E encantada pelo canto das cigarras.



Dormindo ao canto da minha avó.



Ouvindo histórias de fadas.



Onde minha casa era um castelo.



Meu cachorro o dragão.



Minha mãe era rainha.



O vizinho era o vilão.



Eu não corria voava.



Eu não sonhava vivia.



Eu podia ser o que quisesse.



E estava onde queria.



O quintal era o universo.



As galinhas minhas amigas.



As bonecas minhas filhas.



E a felicidade existia.



Correu o mundo.



Passou o tempo.



O mundo infantil sumiu.



Com todos os meus lindos sonhos.



O encanto se partiu.



Feito cristal em mil pedaços.



Hoje o tempo em minha face.



Estampa dor e cansaço.



Desilusão e tristeza.



Pouca alegria no que faço.



Existe, contudo um canto.



Onde ainda sou criança.



Onde sonho e me refaço.



No regaço do Senhor.



Do Divino Criador.

2 comentários:

Wanessa Cabral ϟ disse...

Lindo.
Belas palavras :)

conceição fittipaldi (Mallika) disse...

Obrigada Wanessa.
Um granded abraço fraterno.