domingo, 20 de dezembro de 2015


Serei para sempre sua linda  margarida?
Ainda me colocarás nos teus cabelos querida?
Mesmo que ainda não seja tão branca minhas petalas
Mesmo que muitos não me achem assim... Tão bela?
E minha textura não tão macia como dantes
Sendo eu flor de ontem.
Olharás admirando minha forma
Quando quedar minha perfeita formosura
Tendo a feiura abalado minha perfeição
De flor botão?
Esquecer-me-a num vaso de cristal
Junto a uma janela fechada
Com água maltratada
Para ti a todas as outras serei igual?
Quando eu muchar, envelhecer, despetalar...
Criança minha deixarei de ser tua linda margarida?
Ou ainda na tua lembrança serei eternamente
A tua mais linda margarida?
Guardada, prensada, seca nas folhas do teu livro da vida.

Nenhum comentário: