quinta-feira, 21 de março de 2013

Ma perdi entre tantos sonhos.
Tantos foram os meus querer
Tamanha minha ganância
Imensa vontade de ter.

Calquei os mais altos postos
Vesti as mais belas vestes
Pisei em tantos solos
Conheci tantos paissagens.

Distingui os poderosos
Comi em suas mesas
Dormi em suas casas
Participei das suas festas.

Fui vezes inúmeras homenageado
Solicitado pela alta sociedade
Tive fotos em baladas  e revistas.
Vivi em glamour.

Minha passagem foi tranqüila
Meu velório concorrido
Pelas damas mais bonitas
Pelos cultos e ricos.

Passado o tempo escassearam
As coroas no túmulo
As missas em prol de minha alma
A citação do meu nome nas rodas dos cultos.

Fiquei só
Ninguém mais se lembrar de mim
Somente esse homem simples que limpa minha cova
Abençoa-me e diz: Deus seja contigo!



Nenhum comentário: