terça-feira, 17 de abril de 2012

A Faca.



A faca.

O brilho da faca que corta,

A carne,

O sonho,

O desejo,

O anelo,

O cão,

A moça na janela,

O mendigo na rua,

O filho,

A filha,

A esposa,

O marido,

O guarda no trânsito,

O amigo no bar,

A artéria a sangrar,

A morte a chegar,

O futuro que não virá.

A mão que maneja a faca

Que fere, atordoa, mata,

Poderia salvar.

Exterminar o tumor.

Cortar o mal.

Findar com a dor.

Por que então escolher esse caminho.

Da falta de amor.

2 comentários:

José María Souza Costa disse...

Linderrimo.
Obrigado, por comentar no meu blogue. Enobreceste, aquela página. Relampiou.
Felicidades, sempre

ulisses sebrian disse...

Olá! Tudo Bem! Meu nome é Ulisses e visitei o seu Blog.
Gostei e estou seguindo.
Também tenho 4 blogs e gostaria que você o visitasse.
E se possível entrar como seguidor. Obrigado
Os meus blogs são:
http://truquedevida.blogspot.com.br/
http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
http://concientein.blogspot.com.br/