sexta-feira, 20 de abril de 2012

Choras.



Choras.

Tens cinco minutos para chorar.

Choras, lava teus olhos,

Tua dor,

Teu orgulho,

Teu furor.

Choras.

Põe para fora a mágoa,

Risca da vida o que te magoou.

O que triscou teu coração.

O que te tocou, tão fortemente os sentimentos.

O que abalou tua emoção.

Choras.

Mas, não ficas nisso só não.

Arregaça tuas mangas.

Põe tuas mãos no fermento da vida.

Destrói o que te consome.

Crias algo melhor para teus dias.

Não temas o teu arrojo,

Não temas não concluir.

Fazes a tua parte.

O resto Deus faz por ti.

Um comentário:

Vera Portella disse...

Minha querida ...que texto maravilhoso! Como gosto de passear pelo blog...só encontro preciosidades.
Beijo com carinho
vera portlla