domingo, 28 de fevereiro de 2010

Seja o que és.


Seja o que és.

Em qualquer situação seja honesto

Mesmo que lhe cause prejuízo.


Doa o que doer tente não machucar

Mesmo que sangre teu coração.


Injuriado tente calar

A verdade será teu aconchego.


Entre os vilões seja bondade

Mesmo tachado de tolo.


Em meio à riqueza não te esqueças dos que necessitam

Mesmo que te digam que estás sendo explorado.


Apesar do que dizem os homens ao teu respeito

Seja o que és


Luz.

Mãos de Deus a socorrer aflitos.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Muitas estradas.


Muitas estradas.

Dentre tantas estradas

Escolhi esta que parecia tão larga.

Vi somente a beleza e o encanto,

O caminho reto,

No chão nenhuma pedra,

No caminho nenhum monte,

Nenhum empecilho.

Tudo admirável,

Tudo adorável,

Tudo amável.

Poucos esforços para trilhar

Meu caminho de vida.

Até que ao terminar

Vieram me perguntar:

Que fizestes?

Que aprendestes?

Que criastes?

Que doasses?

Eu?

Caminhei, passei.

Nada aprendi, não tive dores.

Nada plantei, não precisei.

Nada doei, não vi a quem.

Passei como brisa leve.

Não deixei marcas.

Andei, nessa vida, sobre papel de arroz

Só que não deixei meus rastros.

Voltarei

Em caminhos que:

Crie, aprenda, faça, oferte a outros minha própria vida.

Assim, realmente viverei.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Primavera.


Primavera.

Flores nos campos

Enche os olhos e a alma

Tapete colorido de primavera

De sons de abelhas e besouros

Uma cantoria natural.

Flores nos campos

Aromas diversos que se espalham

Odores de vida

Vida que anuncia a vinda de novas vidas

Flores nos campos

Primavera

Hora de renascer

Os que se foram

Retornando em novo ser

Filhotes, aves e bebês.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ecologicamente.



Agradeço

A morada

Verde azulada

Um céu de brigadeiro

Mar de espumas

Relva tapete

Areia branca

Vento solto

Sol luminoso

Lua iluminada

Maré cheia

Maré seca

Florestas

Mangues

Savanas

Sítios

Mata atlântica

Flores silvestres

Orquídeas

Pássaros em vôos

Cães que ladram

Gatos que miam

Galos que cantam

Rei das selvas

Baleias gigantes

Focas, elefantes marinhos

Gelo nas montanhas

Fogo nos vulcões

Meu corpo

Que tudo pode apreciar

E infelizmente

Que tudo pode destruir.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Filho Pródigo.


Mesmo que

Adotes posturas errôneas,

Prefira a Porta Larga,

Destroce sonhos,

Destrua vidas,

Odeie a muitos,

Nada ame,

Não se importe com a dor alheia,

Passe ao largo dos necessitados,

Não te busque conhecer,

Não tentes melhorar.

Não diga ser meu filho.

Estarei aqui

Por toda a eternidade

Esperando

Pacientemente

Pela tua volta ao lar.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Pedido.


Pedido.


Não me resiste

Peço-te

Aceites meu convite

Ante o tamanho desastre

Tantos desencontros

Não me negues

Observas, para, pensa

Quão grande meu amor por ti

Não me esqueças nos seus dias

Nas suas noites sombrias

Ou em dias de plena euforia

Deixa-me participar de tua vida

De todas as tuas experiências

De todas as suas incongruências

De toda a sua loucura

Não me afaste com teu desencanto

Perante algum empecilho

Deixe-me seguir-te com meus olhos

Para tanto, basta levantar os teus

Para mim

Teu Pai.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Doem em mi tuas feridas


Doem em mi tuas feridas

Que foram está ou serão causadas

Feridas abertas e fechadas

Feridas de amor

Feridas de ódio

Feridas ditas inocentes

Feridas inconscientes

Feridas que desabrocham

Feridas que magoam

Feridas que aferroam

Feridas que mal tratam

Feridas que supuram

Feridas que não saram

Dói em mim

Minhas feridas

Porque são também as suas

E como somos unos

Minha ferida, minha pústula, minha gangrena

Fere e ardem plenas

Em nossas almas irmãs.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Perdido


Perdido

Nas próprias trevas

Trevas da ignorância

Ignorância da Verdade

Verdade que é Tua presença

Presença em cada canto

Canto ao céu, ao canto escuro

Escuro feito a minha alma

Alma que branda por Vós

Vós que sois o Eterno

Eterno amor

Amor universal

Universal bondade

Bondade sem limites

Limites sem fronteiras.

Fronteiras sem inicio ou fim.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Ajuda-me Senhor

Ajuda-me Senhor


A ser
A ser um ser melhor do que ser ontem.
A ser um ser menos animal mais homem.

A ser
A luz na janela, a candeia
A luz que ilumina a escuridão traiçoeira.

A ser
Um poço de águas límpidas
Para saciar a sede do viajor.

A ser
O amigo presente
Substituindo os que, por um motivo, estão ausentes.

A ser
Um trabalhador
Mesmo da última hora

A ser
Um ser que te honra
Sem vergonha, sem disfarces, sem delongas.

A ser
Neste mundo descompassado
Um ser de amor.




sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Amanheceu.

Amanheceu.

Pela noite a fora

Tinha ido eu.

Em busca de um não sei que,

De um talvez,

Quem sabe...

De um encontro.

Para matar saudades

Das noites vazias, de boêmia.

Em bairros escuros,

Em mesas postas,

Em bebidas amargas,

Em resultados espinhosos.

Mais uma noite e lá vou eu em busca

De num não sei o que.

Talvez quem saiba encontre

O que nem eu mesmo sei

Para me felicitar.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Semeando.



Semeando.

Bondade,



Retidão,


Mansuetude,


Reflexão,


Honra,


Contenção,


Congruência,


Perdão,


Alvedrio,


Altruísmo,


Modéstia,


Clemência,


Acólito,


Recurso.



Colherás



Amor,


Paz,


Harmonia,


Sabedoria,


Respeito,


Limites,


Verdade,


Perdão,


Liberdade,


Caridade,


Humildade,


Compaixão,


Auxilio,


Soluções.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010


Março.

Reiki II – Método Usui. Curso e iniciação. Usando os símbolos
na cura. Os primeiros símbolos do Reiki. Métodos de utilização e
meditação.Investimento: R$ 300,00 (com parcelamento).Dias:
13 e 14 (sábado e domingo)Horários: 09:00 às 12:00 e 14:00 às
17:00.Inscrições antecipadas. Celular: 96 21 24 09.

VI Encontro Holístico de Pernambuco

Entrada gratuita (não precisa inscrever-se).Dias: 20 e 21
(sábado e domingo)Horários: sábado de 14:00 ás 20:00 –
domingo de 14 ás 19:00Local: Livraria Cultura (auditório) – Paço da Alfândega – Recife Antigo.

Memte dos homens.




Na mente dos homens

Vãos pensamentos.

Poder e comando.

Riqueza e conforto.

Prazer e risos.

Juventude eterna.

Na mente dos homens

Pouco interesse.

Nos pequenos riachos que formam o mar.

Nas nuvens que se desenham nos céus.

Nas estrelas como um infinito pisca de natal nas noites comuns.

No vai-e-vem das ondas e suas espumas.

No balançar verde das folhas das árvores.

Na mãe natureza.

Na mente dos homens

Esquecimento.

Do que tudo fez.

Do que continua fazendo.

Do que nunca descansa.

Do Eterno Doador.

Do Eterno Mantenedor.

Do Divino Senhor.






quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Estou.


Seja na Luz ou na Sombra
Estarei contigo.

Nas lágrimas ou risos
Estarei contigo.

No caminhar ou no repouso
Estarei contigo.

Entre as flores ou os espinhos
Estarei contigo.

No esquecimento ou na recordação
Estarei contigo.

Ontem ou hoje
Estarei contigo.

Não te esqueças
Que por nada te deixarei
Que por nada
Abandonar-te-ei.
Que por nada
Sairei de sua estrada.

“Eu próprio sou o Caminho,
“Através do que tantos trilharam com sangue, fé e esperança.”

Jesus nos deu essa promessa
E a cumpre eternamente.


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

São tantas Marias


São tantas Marias

Madalenas...Proibidas.

Do Socorro...Esquecidas.

Das Dores...Ressentida.

Do Carmo...Enriquecida.

Do Rosário...Não orada.

Das Graças...finita.

Auxiliadora...Destemida.

José...Corrompida.

Imaculada...Manchada.

Dos Prazeres...Procurada.

Do bom Parto...Desejada.

São tantas Marias

Pela vida solitárias

Em busca de amor e paz

Que podem encontrar

No seio de Maria Imaculada.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Curso Reiki Tradicional Usui - Nível II



Reiki Nível II

Kannon Reiki
Curso e Iniciação do Nível II do Reiki Usui
Dias: 13 e 14 de março de 20100. (sábado e domingo)
Local: Consultório de Terapia Holística Integradas. Av. Getúlio Vargas, 930. Sala: 06. Olinda –PE.
Horários: 09:00 às 12:00 e 14:00 às 17:00.
Serão conferidos: Apostila e Certificado
Facilitadora: Mallika Fittipaldi
Muita paz.

Agradeço se puderem repassar aos seus amigos essas informações.

Curso - temas e vivências do Reiki Nível II
O Reiki.

Na trilha do Mestre.

Servindo com o Reiki

Para se tornar um curador.

O Reiki e a evolução.

Vivência com o Reiki – Testemunhos.

Nadis, meridianos e vasos.

Chacras ou centros de energias.

Os onze chacras principais.


Reiki nível II.

Os símbolos nas aplicações.

CHO KU REI

SEI HE KI

HON SHA ZE SHO NEN

Reiki à distância.

Healing Mental.

A caixa do Reiki.

Usando o símbolo no cotidiano

Desintegração de energias doentias.



Inscrições confirmações.

O investimento é de 300,00 reais.

Parcelado: quatro parcelas de 75,00 reais.

Inscrições antecipadas. Primeiro depósito de inscrição e mais três cheques de R$ 75,00 para 30, 60 e 90 dias. A serem entregues no primeiro dia do curso.

Banco Real – Olinda.

Agência: 1047

Conta poupança. 15 38 47 991

Maria da Conceição Fittipaldi.


Após inscrição envie o dia e horário do depósito para ser preparada sua apostila.

Telefone de contato: 96212409

Perdido.

Em algum lugar

Em algum tempo

Em um canto

Tem minha alma a certeza

Que uma parte de mim foi arrancada

De forma brusca, violenta, maligna

Levando meu amor

Arrancando- me sonhos

Retirando minhas esperanças

Fazendo-me enlouquecer

Arrastar meus sinos e guizos até hoje

Vendo a sombra que comigo está

Cravada em meu peito

Palpitando em amor e dor

Dor tão profunda

Que chega a ser inexplicável

Pois, não sei quem foi tu

Não sei o que me eras

Só sinto a saudade, dolorida, enlouquecida

Uma sombra

Que encobre

Minha perfeição

E parece-me ter perdido um infinito amor

Um filho.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010



Como era antes?
Com o som de tua voz,
Do teu riso,
Do teu choro.


Não lembro
Dos seus gestos repetitivos
Da cor de suas unhas,
Do sangue nos teus lábios.


Imêmore
Olvidei
Esqueci


Já não reconheceria tua voz
Ou teu gargalhar
Nem mesmo teus gritos


Gritos que não ouvi
Que não chegaram a mim
Perdidos
Levados pelo vento.


Fica a sombra na casa
Entre os lençóis da cama
Na borda da mesa
Na cadeira vazia


No coração partido, nos desejo estropiado, enrijecido
Esperançoso de que por qualquer motivo
Ainda estivesse aqui.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Clamor.



Em tempos de tempestades

Nas horas de lutas

Nas derrotas e rendição

Quando tudo parece perdido

E nada mais pode ser feito

Quando a vida carece de sentido

E a morte a única saída.

Lembra dos mártires da fé

Não só da religiosa

Mas, de todos que lutaram pelo bem

Que caminharam na fila da renovação planetária.

Martim Luther king, Gandhi, Madre Teresa de Calcutá,

Chico Xavier, Irmão Dulce, Sai Baba,

Lao-tse, Confúcio, Krishna, Jesus.

Não teria todos tidos sua noite escura d’alma?

Sua noite escura da dúvida?

Contudo continuaram

Quando elevando os olhos aos céus

Clamaram

Pai!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Olhos cerrados.


Olhos cerrados.


Seja meu guia, amado Mestre.

Nas trevas, a esperança celeste da vida a porvir.

Seja senhor minha estrela, meu farol, minha candeia.

Que entra nos meus olhos cerrados

E ilumina minha alma.

Psicografado 02 de fevereiro 2010.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Sei e não sei



Do que sei e não sei.

De amor
De almas gêmeas
Criaturas afins
Irmão d’alma.

Não sei
Não conheço
Não compreendo.

De caridade
De bondade
De honestidade
De hombridade.

Não sei
Não conheço
Não compreendo.

Do céu
Do éden
Das colônias espirituais
Do paraíso.


Não sei
Não conheço
Não compreendo.

Pergunte-me da terra
Do dia-a-dia
Da sobrevivência
Do trabalho árduo.

Desse sei
Desse conheço
Desse compreendo.

Inquira-me do medo
Pergunte-me sobre a solidão
Perquira da tristeza
Indague da morte.

Desse sei
Dessa conheço
Dessa compreendo.

Sei um pouco sobre os seres
Aqueles que se dizem humanos
Mas, quanto aos deuses, aos anjos, santos e arcanjos
Nada sei, nada digo, nada informo, nada conheço.

Nunca os vi
Nunca os ouvi
Nunca os encontrei
Nunca com eles me deparei

Nos bares de esquinas
Nos prostíbulos,
Nos jogos de azar
Enfim, na vida.

E vivo
Caso eles vivam
Caso eles não vivam.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Haiti é aqui...

Haiti é aqui...

Grite

A dor que faz crescer

O som do medo

O barulho de quem ainda estar vivo

Ruído dos ratos que fogem da catástrofe

Sons lacerantes de almas abandonadas

Estrépito de um morto-vivo

Fragor do mar de sangue de irmãos

Estrondo dos uivos das mães sem filhos

Gritaria de jovens cônjuges

Tumulto de crianças perdidas

Alvoroço dos que não foram

E choram

Por todos os corpos

Todas as vidas

Todos os sonhos

Todos os risos

Todos os planos

Soterrados

Pelo tremor

De uma Mãe-Terra ferida.