sábado, 12 de dezembro de 2009

Almas perdidas


Almas perdidas

Arrebatadas

Pelas trevas internas

Arrasadas.


Almas escuras

Sombras nas noites

Vampiros, demônios

A assustar.


Nos sonhos medonhos

Reis de todo mal

Purulentos e fétidos

A empestar.


Pequenas crianças

De terror a brincar

Enquanto a Luz

Não os tocar.

Psicografado em 08/12/2009

Um comentário:

antonio disse...

Minha vida não está tão escuro,
meus sentidos encontraram a luz,
tanto percorri vales e florestas,
percorri um imenso labirinto,
me perdi lá no imenso universo,
chorei, amei demais, sonhei demais,
minha mente, quase explodindo de tanta loucura, encontrei a paz,
encontro a trilha do arco-íris,
do castelo de cristal, do mundo de fantasias....Já não estou tão amargo,
te encontrei, meu eterno e grande amor, jamais vamos nos perder por aí.