sábado, 14 de fevereiro de 2009

Meus anjos.


Dentro de mim mora um anjo

Escondo...

Moram dois.

Um vermelho feito fogo.

Outro azul feito um céu matinal de verão.

São amigos com certeza!

Discutem sobre tudo

Em nada concordam.

Se um quer

O outro não.

Se um deseja

O outro repudia.

Quando um diz sim

Claro que o outro renega

Vivem assim as turras

Brigas homérica, infindáveis.

Que se não fossem trágicas

Seriam cômicas.

Ou será que não são?

De dia o azul me acompanha

É a paz.

A maturidade.

A bondade.

A beleza angelical.

À noite vem o vermelho.

É a vida palpitando.

Os desejos.

A doce mentira.

Os anseios esquecidos aquecidos.

Quando nasce o Sol se encontram.

Enquanto durmo.

E unidos observam o astro rei

E os grandes que o habitam.

Saúdam a todos

Sorriem marotamente um para o outro

No fundo sabem...

Que um não existe

Sem o outro.

2 comentários:

Karolina disse...

menina! vc nunca perde o fôlego da escrita, hein!

lindo lindo
parabens

Mallika disse...

Você também tem lindas letras. bjus