sábado, 31 de janeiro de 2009

Recompensas.

Recompensas.

_ Mereço recompensas!

Lutei pelo pão.

Lutei pelo meu chão.

Abdiquei da folga.

Abdiquei das prosas.

Dediquei-me ao árduo trabalho.

Dediquei-me a prosperar os negócios.

Gastei horas em muitos estudos.

Fui em tudo o melhor aluno.

Trabalhei incansável.

Nunca recusei trabalho ou salário.

Abri portas a forças.

Entrei em lugares sociais que não me cabiam.

Pela origem humilde de quem trabalhou.

E agora me barras o céu esperado?

Como se eu fosse de grande mal culpado.

Certo esqueci de forma família,

Olvidei amigos,

Desprezei os encantos do mundo,

Omiti ajuda a preguiçosos...

É por isso que não permites minha entrada?

E envia-me de novo?

_ Sim, irmão esquecestes de trabalhar tua alma.

(visite:
Poemas e Encantos II )

2 comentários:

Karolina disse...

olá Mall!

fazendo um visita a este lindo lugar, sempre tao inspirador. Saiba q nunca vi um blog tão rico em produção de versos como o seu!!! parabens

MEU ABRAÇO
Bom final de semana

Mallika disse...

Obrigado pelas palavras tao gentis.

abraços.