terça-feira, 16 de setembro de 2008

Quem dera...


Quem dera...

Ser uma princesa hindu

Para ser servida de joelhos.

Uma atriz de sucesso

Para ser reconhecida na rua.

Uma milionária

Para comprar tudo que quero.

Uma astronauta

Para ver todos na Terra pequeninos.

Uma pintora famosa

Para retratar a nata social.

Um gênio musical

Para harmonizar o mundo com minha música.

Uma heroína com super poderes

Para salvar a humanidade dos grandes perigos.

De todas essas coisa a mais importante que desejo:

E que a todas as outras ultrapassa.

Quem dera ser humilde

Para ficar aos pés do Cristo

Limpando suas chagas.

(visite:
Poemas e Encantos II )

Um comentário:

Carlos Lopes disse...

A sua poesia é mesmo muito, muito especial e fonte de inspiração para a alma.

Abraço de luz
carlos