domingo, 9 de março de 2008

Amor.

É flor frágil.

Que precisa ser bem cuidado.

Regado todos os dias.

Se virar apego morre sufocado.

Ao ser amado.

Um olhar de ternura e paixão.

Uma palavra amiga.

Um aperto de mão.

Um sorriso aberto.

Um elogio verdadeiro.

O silêncio ante um pequeno erro.

É necessário para mantê-lo.

Amor é flor frágil.

Tem-se que cultivar a paciência.

Armar-se de benevolência.

Viver com transparência.

Ser honesto consigo mesmo.

Não omitir o socorro as suas dores.

Reconhece os seus horrores.

E abraçá-los.

Sem, contudo por eles ser dominado.

Amor é flor frágil.

Se não se tem cuidado consigo mesmo.

Se não amar a suas qualidades e defeitos.

Se em si só vê os erros.

E lembrar-se sempre do que foi ruim.

Colocar no fundo do baú o riso.

E queixar-se eternamente do mal ocorrido.

Ele murcha feita flor de jardim.

Amor é flor frágil.

Precisa ser regado com esquecimento das faltas alheias.

Com a compreensão estendida a todos.

Principalmente a nós mesmos.

(visite:
Poemas e Encantos II )

2 comentários:

Anônimo disse...

o amor tem que ser regado pois quem ama cuida ....
amar é se dar sem cobrança.

Poemas e encantos disse...

Tens todo razão!