Pequenos poemas d'alma

Pequenos poemas d'alma
Nas palavras tortas, cheias ou ocas o murmurio fascinante de minha alma.

sábado, 28 de julho de 2007

Trabalho


Seja o que fores sejas bom.
Em qualquer tarefa que desempenhes faze-as com perfeição.

Em qualquer lugar que estejas, estejas presente.
Em toda situação mostre-se eficiente.

Em que se preze tua atuação faça-a de bom grado.
Em lugar de se orgulhar do que faz medite se poderia fazer melhor.

Não desista com facilidade perante as dificuldades.
Aninha-se na eficiência que te compete.

Abandonas a preguiça que te enfraquece.
E lembras que o Universo não para sequer um instante.

O trabalho é tarefa dignificante.
Eleva o homem em destreza e inteligência.

Faz com que seja criador de benefícios.
E cria em sua alma a compreensão do sacrifício.

Para criação de uma melhor realidade.
De uma melhor humanidade.

3 comentários:

suelen disse...

Adorei! Eu simplesmente amooo meu trabalho e esse poema traduz exatamente o que sinto.

Sheila disse...

Muito bom!
Estou terminando um livro, chamado Primeiro Emprego: o que preciso saber, e o colocarei nele, logicamente com a citação da fonte.
Obrigada,
Sheila

conceição fittipaldi (Mallika) disse...

Fico feliz.

Quando for lançado me avise para eu adquirir um exemplar.

Muitas bênçãos.