domingo, 3 de junho de 2007

Que...


Que minhas palavras tragam o riso.
E nunca a maldição.

Que meus atos construam o bem a todos.
E nunca a destruição tao comum.

Que meus olhos sejam límpidos espelhos d’alma.
E nunca espessos de ódios.

Que meu coração esteja em união com a Terra.
E nuca bata sozinho por ele mesmo.

Que meus passos sejam no presente o rumo pro futuro.
Que nunca estacionem no passado.

Que meus lábios sejam doces para quem eu beijo.
E nunca traiçoeiros e vulgares.

Que minhas mãos sejam peças de construção.
E nunca atirem pedras a esmo.

Que minha voz seja uma canção de amor.
E nunca o som da tristeza infundada.

Que eu seja alegria, paz e harmonia.
E que nunca me esqueça que sou.

2 comentários:

Sophia disse...

Oi a todos e todas!

Adorei esta mensagem inspirada. Me animou muito. Muito grata pela partilha...on line.

Um abração afetuoso a todos os leitores deste blog.

Sophia de Luz

Poemas e encantos disse...

Obrigada sophia pela sua presença. nao te agradeço por e-mail pois nao sei como, rs.
um beijo ilumindado